30 de abr de 2012

Brainwashed


Outside
Just another day
A beautiful day
Bullets are crossing chests
The battlefield in the city
and the green is killing lives
In the end of day
They come to say that
It is just my mind that
My mind is killing myself
Your mind is killing yourself
Your mind is killing yourself
Look the horizon
There is an amazing place
There is your future
They promise
The country
employees anyone
But they cry to everyone
help against crisis
to supply all the lost
bullets in the war
Your mind is killing yourself
Your mind is killing yourself
There are a pack of truth
both are reals
just believe
because

Against the system
Everyone is an idiot
asking for freedom
Your mind is killing yourself
Your mind is killing yourself
They release as desired
So manufactured
To become in a kind
of fake savior

Meanwhile outside
a simple life flows
hidden from the newspaper's pages
Everything is beautiful
Do not worry
They come jumping
as if was a lie
Your mind is killing yourself
Your mind is killing yourself
They offer everything
If you cannot catch the target
Not them problem
Just sing
Your mind is killing yourself
Your mind is killing yourself
Yuri Thomazelli

27 de abr de 2012

Doce sombra


Eu não tenho como te negar
Eu não tenho como me negar
que faço parte de uma raça
aonde todos são iguais

Eu posso tentar disfarçar
Só que não vou conseguir respirar
por muito tempo até você me dominar

Posso correr e me esconder
Sei que isso não vai prevalecer
Até você do nada aparecer

Embora eu tente criar
verdades que nunca existira
Você já sabe
Embora eu tenha força
Não tenho como forçar
que dentro de mim você não vive

Você sabe fazer uma
sememente florescer
mesmo onde haja pedras

Mesmo que eu aceite sua guerra
Sei que não vou vencer
Afinal nunca existiu inimiga alguma

Não se trata de uma mornaquia
Nunca me importei com essa monotomia
Jamais pensei que eu um dia provaria
Tudo que ficou guardado, contigo renasceria

Embora eu tente criar
verdades que nunca existira
Você já sabe
Embora eu tenha força
Não tenho como forçar
que dentro de mim você não vive

Yuri Thomazelli

26 de abr de 2012

Um grão de poeira


Não tenho como te provar
Deixei que isso virasse uma lenda
Reinará a verdade e a mentira
Agora, com o vento que vai e vem

A fé tem um pseudônimo
chamado confiança
Seja como for, se assim ainda for
Agora não existe nada nem ninguém

Uma página virada de um livro mágico
Passar tudo a limpo será provar
com páginas em branco
Agora, nenhum de nós tem

Esse tempo já foi
O relógio marcará sempre
a mesma hora em dias diferentes
Nossas vidas agora seguem em frente

Não há mais nada a andar
em uma história
mau resolvida
Pôr-se a chorar por nada
O que foi marcado a ferro quente
de ódio ou pena
Penado ou não
está cicatrizado
Uma agora um epitáfio

Yuri Thomazelli

20 de abr de 2012

Hope


There they are
Tomorrow lives up there
In the black sky

Black hole
Sucks all my hopes
Black hole
Sucks all my hopes

So they are
They drop the stars
and say to us catch

This is the sky
we live under them arms
Fighting for a dead light

Black hole
Sucks all my hopes
Black hole
Sucks all my hopes

There they are
Flashing in the dark
Until the day we die

Waiting for a new order
New bullets every day
For all our hearts

These are all our hopes
Drained by our own blood
The distance is our fault

Black hole
Sucks all my hopes
Black hole
Sucks all my hopes

Until the day we die
Until the day we die

Yuri Thomazelli

9 de abr de 2012

Tão diferente e tão comum


Eu vejo o seu sorriso
estampado no meu sonho
Eu sinto seu abraço
tirando meu sono
Eu caminho ao teu lado
esquecendo por onde ando



Você mexe comigo
sem nem ao menos ter me tocado
Gostaria de que acontecesse
o mesmo contigo
Você saberia o que ando sentindo
mesmo que nada disso
um dia faça sentido

Foi sem mal algum


Eu não tirei a sorte

de lugar nenhum
Não segui para o norte
eu não queria ser mais um
Peguei carona num vento forte
 e acabei num rumo comum

Yuri Thomazelli

4 de abr de 2012

Árido


Eles fecharam
Eles fecharam
Eles fecharam os olhos
para o amanhã

O pão amassado pelo diabo
O gosto seco da ganância
O presente vai morrer no futuro

Nossas raízes morrendo
pela pouca terra que resta
Que diferença faz se
continuamos caminhando

Ninguém está recebendo
A denúncia é uma estória
contada sob nossos narizes

O amanhã não mata
Nossos atos nos assassinarão
Tão cego quanto o voto
Assim é a nossa justiça

As vantagens foram enaltecidas
Não nos deram educação
O verde em questão é outro
O importante é a classe "SE" crescida

Ontem lutaram pelo direito de falar 
Hoje você ri e toma banho
Amanhã você será mandando tomar naquele lugar

Eles simplesmente pedirão doação
para esquecermos o que presenciamos
E nós esqueceremos que um dia
pagamos um leilão

E eles fecharam
Eles fecharam
Eles fecharam os olhos
para o amanhã

Yuri Thomazelli