29 de out de 2008

Cartas da nossa vida

Um mundo tão problemático
onde todos nós somos competidores
Uma vida que todos nós fazemos uma corrida
Um relogio que nada mais é que um cronômetro
Uma rotina que contamina cada vez mais

E os nossos sonhos?
Quando vamos realizá-los?
E o nosso tempo?
Aonde vamos parar?
E a nossa família?
Por que vamos deixar de amar?

A vida dá as cartas, assim como num jogo
de muitas alternativas, escolha
a carta que molda a sua aspiração
Porque nesse jogo o primeiro é
Aquele que segue errado desde a primeira escolha,
que nao acredita no seu sonho
A vitória é dada a quem
não escolhe as cartas “sonhos” logo no início
Mas àquele que aos poucos
vai fazendo das suas cartas escolhidas...
O seu sonho...!

E os nossos sonhos?
Agora é a hora de construirmos
E o nosso tempo?
Agora é a hora de aproveitar
E a nossa família?
Agora é a hora de amar

Yuri Thomazelli

22 de out de 2008

Magia da noite

A lua abre uma noite gelada de inverno
As ruas estão vazias, as árvores dançam aos ventos
Uma estranha sensação de estar sendo perseguido

Quando seus cabelos surgem do céu negro
Seus olhos brilham ao luar
Seus lábios prendem a atenção

A magia desta noite trouxe você
Estático, sinto meu coração sendo sugado por ti
Como a maçã dada à Eva
Provar de uma doce tentação
Sem saber o amargo veneno que provaria na manhã seguinte

Quando nos tocamos diante desse céu negro
Nossas sombras ganham vida ao luar
Nossos olhares prendem a atenção

A pureza da manhã te levou embora
Estático, sinto que no meu coração falta você
Como a expulsão do paraíso
Apenas a saudade de provar o néctar
Daquela flor que brotou da magia da noite

Yuri Thomazelli

16 de out de 2008

Variáveis

O tempo voa, as pessoas se transformam
outras apenas mudam do vinho pra água
Uma noite bem dormida pra um dia tão conturbado

O tempo tem suas mudanças
4 estações que vão do calor contagiante
a uma frieza que tira o nosso sorriso

A verdade que cada um carrega
Sempre sai num final menstruado
Aguentar como um fraco e ser enterrado
com a própria ignorância

4 estações que sempre vão e vem
não escondem seus ventos, as suas tempestades
O tempo que sempre dá as caras
Nenhuma manipulação esconde o céu da Terra

O tempo tem suas mudanças
4 estações que vão do calor contagiante
a uma frieza que tira o nosso sorriso

Yuri Thomazelli