31 de jul de 2010

Manipulado(a)


Uma conversa barata
Uma doce flecha envenenada
Uma reação em cadeia
que pra dentro de mim assopraram

Mentir pra que
se tudo que eu faço
é só para te ter
Mentir pra que
se tudo que eu faço
é só pra você estar em meu poder
Mentir pra que
se de verdade
eu nunca amei você

A minha animação tão suja
quanto a cara do mundo
de uma superficialidade
tão profunda e de fundamentos
tão afundados formam
o meu amor tao mal amado

Eu ligo pra você
mas eu não me importo contigo
Eu quero ter você
mas eu não estou contigo
Porque de verdade
eu nunca te amei

Mentir pra que
se tudo que eu faço
é só para te ter
Mentir pra que
se tudo que eu faço
é só pra você estar em meu poder
Mentir pra que
se de verdade
eu nunca amei você

É tudo tão comercial
rotular preciosidades
por um preço onde feridas
nunca mais serão esquecidas
amando o que não tem sentido

Mentir pra que
se tudo que eu faço
é só para te ter
Mentir pra que
se tudo que eu faço
é só pra você estar em meu poder
Mentir pra que
de verdade
eu nunca amei você

(Lirics: Yuri Thomazelli)
(Foto: keilatavares - Flickr)

29 de jul de 2010

Life lesson


Do you want to learn?
How life works
and know if thorns
blind our souls
So listen and see

We are
not only you
Pieces of puzzle
being right or not
your blood is the proof

You learned, you grow
Lessons of life
the tv do not show
The truth and its value
were not born yesterday
and who made this still knows
when is night and day

The face of the world
Mine, your, them
so squared like our own
We are here to trim the
edges from all our steps

The laps of life teachs
why your eyes do not
see the finish line
why the people is bad
and what awaits them on next day

The heaven is not for sale
the eye of Providence
is not a miserable dollar
here is done, here is paid

You learned, you grow
Lessons of life
the tv do not show
The truth and its value
were not born yesterday
and who made this still knows
when is night and day

The power that move
this mountain
is the power of few
but is not a power for a few
The ego is just a betrayl of your nose

If today rain or make sun
if a leaf of tree fall
Make sure that it was not
just the wind made this
Do not miss your life of sight

You learned, you grow
Lessons of life
the tv do not show
The truth and its value
were not born yesterday
and who made this still knows
when is night and day

(Lyrics: Yuri Thomazelli)
(Foto:
malvesbr - Flickr)



Tradução

Lição da vida

Você quer aprender?
Como a vida funciona
e saber se os espinhos
cegam nossas almas
Então ouça e veja

Nós somos
Não só você
Peças de enigma
Sendo o certo ou não
o seu sangue é a prova

Você aprendeu, você cresce
Lições da vida
a tv não mostra
A verdade e seu valor
não nasceram ontem
e quem fez isso ainda sabe
quando é dia e noite

A cara do mundo
Meu, seu, deles
tão quadrada como a nossa própria
Estamos aqui para aparar as
arestas de todos os nossos passos

As voltas da vida ensinam
porque seus olhos não
vêem a linha de chegada
porque o povo é ruim
e o que os espera no dia seguinte

O céu não está à venda
o olho da Providência
não é um miserável dólar
aqui se faz, aqui se paga

Você aprendeu, você cresce
Lições da vida
a tv não mostra
A verdade e seu valor
não nasceram ontem
e quem fez isso ainda sabe
quando é dia e noite

O poder que move
esta montanha
é o poder de poucos
mas não é um poder para poucos
O ego é apenas uma traição do seu nariz

Se chove hoje ou fazer sol
Se uma folha da árvore cai
Tenha certeza de que não foi
somente o vento que fez isso
Não perca de vista a sua vida

Você aprendeu, você cresce
Lições da vida
a tv não mostra
A verdade e seu valor
não nasceram ontem
e quem fez isso ainda sabe
quando é dia e noite

Yuri Thomazelli

26 de jul de 2010

Luta sem fim


Eu quis tocar o céu
e fui expulso do paraíso
A claridade se despediu

em meio as suas lágrimas
as trevas apontavam o
seu sorriso no horizonte

A pureza se saturou
e me mandou ficar
ajoelhado nas pedras

Mais um escravo
sem inocência queriam
empalar até a morte

Correntes
Sangue e
Cara quebrada
Mente
Insana e
Interior abusado

A vida não está mais bela
Estou no preso na rotina
mas nunca fui escravo dela

Mais um no meio do caos
mas sem pés descalços
A Terra ensina a lutar

Todo santo dia
talvez amanhã novamente
eu lute com voce

Ninguém domina as nuvens
e a solidão é uma prisão livre
O mundo dá voltas

Correntes
Sangue
Cara desvendada
Mente
Insana e
Interior acalentado

(Lyrics: Yuri Thomazelli)
(Foto: dotcomdotbr - Flickr)

22 de jul de 2010

Arisco


Eu caí nesse mundo
sem saber como explicar
o que meu coração
quer te dizer

É um idioma que nem
ao menos "oi" sei falar
E o google não traduz
o que a gente sente

Se nós somos vazios
Deixe-me cativar, mais bela rosa
e ser cativado como uma raposa
Os outros se esqueceram dessa verdade
Só se vê bem com o coração
O essencial é invisível para os olhos

Tantas maneiras de tentar
se perdem no medo de começar
Eu me sinto no escuro
mesmo com as luzes acesas

Arriscar pode ser exagero
Como vou saber se você vai gostar
Se ontem eu te vi correr
por pressa ou porque eu estava ali

Se nós somos vazios
Deixe-me cativar, mais bela rosa
e ser cativado como uma raposa
Os outros se esqueceram dessa verdade
Só se vê bem com o coração
O essencial é invisível para os olhos

A cada hora que passa
estou mais longe de você
Eu queria ser visto aproximar
como alguém que te quer bem

Se nós somos vazios
Deixe-me cativar, mais bela rosa
e ser cativado como uma raposa
Os outros se esqueceram dessa verdade
Só se vê bem com o coração
O essencial é invisível para os olhos*

*alguns trechos retirados de "O Pequeno Príncipe"

Yuri Thomazelli

Despencado


No princípio era apenas um degrau
Lição número um e um passo à frente
Uma semente nutria todos
os meus momentos e parecia
pedir pelo ar mais puro da verdade

Minha chama parecia acalentar
durante todo o inverno
em meio a tempos difíceis
uma nova fonte de vida que
desde o começo eu mesmo inventei

Dor ou amor tanto faz
Apagaram a chama
Hoje ou amanhã
é pra nunca mais
O vermelho da minha alma
se foi

No último degrau e um toque mortal
Despencando do alto sem saber
que eu deveria compreender desde o começo
Sem mais semente e sem fôlego
Não há perdão para quem se engana

Dor ou amor tanto faz
Apagaram a chama
Hoje ou amanhã
é pra nunca mais
O vermelho da minha alma
se foi

Yuri Thomazelli

18 de jul de 2010

Buraco Negro


Eu estava te esperando
mas você não veio
Como o pó no vento
você se dissolveu
Amém
Que assim seja

Desci no inferno
pra lutar contra
os meus próprios
erros desde quando
eu te deixei sem vida

Ainda que eu aguardasse
por um perdão seu
eu já imaginava que
jamais sentiria
o descanso das suas palavras

Deram-me o poder de hipnotizar
mas como todo encanto
há o seu desencanto
E a minha nova música logo te enjoou
mesmo depois de tudo você se livrou

Eu vi uma estrela no céu
e fiz o favor de mirar e acertá-la
E durante toda a noite choveu sangue
e durante toda a noite eu tentei atrasar o relógio
porque durante toda a noite eu me arrependi
Porque durante aquela noite eu não
deveria jamais te sentir

No meio do inferno
nada sinto, nada vivo
Perdido e sem perdão
Descanso no escuro da solidão
Os ecos dos teus sorrisos não me
deixam dormir
Aonde quer que eu vá eles estão

Numa noite no meu quarto
uma melodia tomava conta dos meus ouvidos
Senti algo tocar meus pes enquanto dormia
não era você, eram olhos negros
Do pecado que me perseguia desde o primeiro dia

Perdoar-me não te trará de volta
a sua alma pra sempre terá um buraco no peito
E se em alguma outra vida nos encontrarmos
você vai sentir na pele o meu mau
Não perca tempo
Não perca tempo...
Me mande direto pro inferno

Yuri Thomazelli

16 de jul de 2010

No tempo


Mais uma vez o tempo
mudou os seus ponteiros
Os minutos se foram
as horas são saudades agora
De repente o tempo parou

O sonho não se realizou
Palavras jogadas ao vento
no destino ninguém sonhou
Doze badaladas e o tempo morreu
Por que hoje teve que ser assim?
Não esperava uma pancada tão forte

Então o tempo zerou
e tudo que nele havia se foi
Os segundos agora demoram a passar
Estou preso num mundo sem tempo
e não há hora pra recomeçar

O sonho não se realizou
Palavras jogadas ao vento
no destino ninguém sonhou
Doze badaladas e o tempo morreu
Por que hoje teve que ser assim?
Não esperava uma pancada tão forte

Seguir para onde ponteiro gira
Tudo de novo ou pedir um tempo
o colorido de outrora se tornou efusivo
Não sei como será o amanhã se com um
sabor de tristeza ou com gosto de esperança

O sonho não se realizou
Palavras jogadas ao vento
no destino ninguém sonhou
Doze badaladas e o tempo morreu
Por que hoje teve que ser assim?
Não esperava uma pancada tão forte

Por um tempo melhor
Sem desencantos depois de doze badaladas
Onde os minutos não parem e nem me acelerem
Em um tempo que sonhos se realizem
numa hora que fique enternizada

O sonho não se realizou
Palavras jogadas ao vento
no destino ninguém sonhou
Doze badaladas e o tempo morreu
Por que hoje teve que ser assim?
Não esperava uma pancada tão forte

Yuri Thomazelli

14 de jul de 2010

Nuclear


Os meus ombros não têm a mesma
idade que tenho
O meu rosto sorri
embora hoje tenha sido difícil
Após sete dias na semana
uma após a outra

Não existem raízes
que me façam brotar
perfumes surreais
Apague esse incêndio
Porque eu não vou ser crucificado
pelos olhares atravessados (2x)

Se eu não mostro as cartas
não é preciso virar a mesa
Se eu não sou o seu jogo favorito
então não banque o estúpido

Eu posso habitar longe dos outros
mas não sou bicho do mato
Não dou atenção porque é
certeza que vítima você não foi

A minha idade não é a mesma
dos meus ombros
Embora pensem errado
não perco tempo se vejo seu nariz
mais alto que a cabeça
Respeite os sinais da minha cidade

Aonde quer que eu esteja
eu quero viver tranquilo
ao invés de ser aquilo que você deseja
Não venha atrás porque na minha floresta
você não sobrevive
Sobrevive quem eu quero

Meus dias não são todos de glória
e a paz não se dá por guerras
Se o dia amanheceu sem sol
Não faça tempestade em copo d'água

Não desconte em cima dos meu ombros
Os meus valores que você desconhece
a parte de quebrar a cara é a que mais gosto
Ao invés de esfregar você reconhece

Não como um lutador
mas por quem realmente sou
Hoje o mundo voa e voam
com todo o meu interior
Não sei o que você pensou
Seja lá o que for, está na hora de recompor (2x)

O mundo gira
e tudo o que vai, volta
Tudo tem a sua hora
Ainda espero por melhoras (2x)

(Lyrics: Yuri Thomazelli)
(Foto: Flickr - Gerrycanavan)

8 de jul de 2010

Vox populi


Ele
Um cara quer quer mudar
Sozinho
Não vai a lugar algum
No mundo
é cada um por si

Dias em escuro
Noites em claro
Por que fechar os olhos nas horas erradas
e buscar abri-los depois da tempestade?

Eles
Pessoas que mudam
Juntos
Vão aonde querem
No Mundo
Uma mão lava a outra

Dias em escuro
Noites em claro
Sonhar acordado com o amanhã que não está perto da chegada
Primeiro precisamos estar juntos para o futuro não ser apagado

Yuri Thomazelli

1 de jul de 2010

Clichê


O que eu vou falar pra você
quando te ver
se todo mundo já disse antes
Aonde vou te levar
se todo mundo já levou antes
Como vou pedir pra você
se todo mundo já pediu antes

O mundo pegou a minha vez e
carregou todas as minhas frases
Passear no parque ou pedir um beijo seu
Tanto faz
O amor se foi pelos ares

Todo mundo achou bonito
e saiu espalhando por aí

Todo mundo achou bonito
e saiu espalhando por aí

Hoje todo mundo esnoba
porque o amor não está na esquina
Porque no final todos(as) são 'Marias'
A corrida pelo ouro faz falta
Todos se contentam em colher piritas
Faz falta porque ninguém mais acredita

Porque...
Tudo virou clichê
Niguém quer mais saber o porquê
Se é amor ou não sei o quê

O que você vai escutar
o que todos falam sempre
O que você vai achar
que é o mesmo de sempre
O que você vai responder
o que se ouve sempre

O mundo se tornou pequeno pra tanta gente
E o relacionamento do seu amigo
é um fator pra decidir o que você sente
Se ele fez, todo mundo faz
e seu amado precisa ser algo a mais

Que legal
Então eu não tenho mais como
mostrar o quanto eu gosto de você

Que legal
Então eu não tenho mais como
mostrar o quanto eu gosto de você

Porque se tornou barato de mais
para os padrões de hoje
Quem sabe há uns dias atrás
feliz a gente fosse

Hoje todo mundo esnoba
porque o amor não está na esquina
Porque no final todos(as) são 'Marias'
A corrida pelo ouro faz falta
Todos se contentam em colher piritas
Faz falta porque ninguém mais acredita

Porque...
Tudo virou clichê
Niguém quer mais saber o porquê
Se é amor ou não sei o quê

Yuri Thomazelli