26 de fev de 2009

Brayene

Eu não tenho como
estender a verdade
Desculpe se mostrar
você ao mundo todo
te faz ficar vermelha
Mas não posso deixar de
dizer que és importante
E esta é você
Brayene

Tantas e tantas palavras
que escrevemos, ouvimos e falamos
Forma a cada dia um pouco mais
da nossa história entre erros e acertos
Embora sem meus passos firmes
Nunca quis que ficasse pra baixo
E eu falo de você
Brayene

Não lembro mais
Quantas vezes eu contei
as estrelas pra te ver
Até que o céu se tornou nublado
mas não deixei de compreender
que elas continuam a brilhar
Mesmo que eu nunca mais as veja
eu nunca deixei de gostar de você
Brayene

A infinidade do mar está entre nós
E encurtamos por uma simples tecla
Ainda que os dias estejam longe
ou será que os nossos passos
simplesmente são distintos
Eu não queria que fosse assim
Porque nunca te quis pelo “ter”
Não foi nem uma onda ou uma sensação
Então, canto essa canção pra você
Brayene

Yuri Thomazelli

25 de fev de 2009

What I feel

I don't know more
What I'm thinking about
This hell I feel

Sometimes lonely
Sometimes lovely
The rain that born in
my closed eyes don't
clear my feelings
With or without the sun
With or without the rain
I already lose my love's control

Do you saw that downed star
So you maybe understand
The stars can't hold their brightnesses
Forever inside the heart

Why don't you come here
And explain this hell I feel
Because I'm loosing my hopes

I was too crushed
Thrown by myself
Against what I don't feel
This hut hides still something

Yuri Thomazelli

23 de fev de 2009

"Carnaval"

Por que, eu te pergunto
A noite se tornou dia
E aquele final pouco esperado
Tomou todo o meu fôlego

As ruas pareciam estar cheias
E eu só conseguia enxergar você
Por que terminaram com a festa
quando as nossas sombras estavam ali

Agora sinta essa maldição
Os nossos dedos se escapando
O vento nos soprando pra longe
Sinto ainda seu beijo no meu coração

Meus dias não fazem mais parte
desse calendário cheio de feridas
Os anjos se foram no vento
Que orquestra uma sinfonia de adeus

As minhas horas não se repetem
Os minutos são descartáveis
Alegoria Azul não tem tempo
Pra passar esse rombo no meu coração

Yuri Thomazelli

20 de fev de 2009

YT-23

1989, que dia era aquele?
23 de fevereiro, o marco foi esse
20 anos se passaram
Quem é o ator desse filme?

1989, foi um sonho?
23 de fevereiro, o primeiro passo
20 anos de script livre
Quem dirige seus pensamentos?

Uma longa jornada pela frente
Quem mora com você?
2009, qual a sua esperança
23 de fevereiro, guarda sempre uma criança

Tantos e dias e tantas noites
E seus sentimentos distantes?
2009, um ponto de partida
23 de fevereiro, e uma cena tocante

1989, foi aquele dia
23 de fevereiro, quando nasci
20 anos é o tamanho do meu ombro
História da minha vida

1989, o Sol não brilhou
23 de fevereiro, o amor não chegou
2009, ainda não terminou
20 anos, o filme não apagou

Yuri Thomazelli

16 de fev de 2009

Luta sem rumo

Fight!
Eu posso descontar toda
A minha fúria em cima de você
Pouco me importa o que irá
Acontecer, porque a verdade
Está diante dos meus olhos
O que eu vejo é aquilo que é

Depois de te ver destruído
Aquela carta por debaixo da manga
Mostra a verdade toda ali
Que jogo sujo é esse seu?
E difícil soltar a realidade?

Não imagina o quanto me sinto morto
Depois de saber que tanta pancada
Foi por medo seu de mostrar o seu rosto
Por de trás daquela sua máscara
Por que complicar tanto se
Falamos o mesmo idioma

Pensei que estivéssemos juntos
Nessa porcaria que todo mundo
Só pensa em derrubar quem
Estiver pelo caminho
No meio de tantas outras guerras
É difícil vivermos em harmonia?

Se seus pais não te deram
Educação, aonde pretende ir assim
Você não tem que mentir pra mim
Com o seu rabinho entre as pernas
Porque eu tento te mostrar que
Todo santo dia temos um presente
E que o futuro será a nossa marca

Lutar por nada
Lutar por nada
A vida é falsa
Quem vive nela
E oca por dentro
E maciça por fora
Lutar por nada
Lutar por nada
Obrigado por
Seqüestrar a verdade

Yuri Thomazelli

14 de fev de 2009

A pessoa que lê a sua sorte

A pessoa que lê a sua sorte
A pessoa que lê a sua sorte
Andar de costas pela avenida
Talvez hoje seja aquele dia
Da foto tornando-se sépia
A pessoa que lê a sua sorte
A pessoa que lê a sua sorte

Passos vão e vêm
Sempre olhando para os lados
Antes de atravessar a vida
A marca se apaga com o vento
Foi o sonho da noite passada

A pessoa que lê a sua sorte
A pessoa que lê a sua sorte
Naquele castelo da Alemanha
Ou naquele cortiço seja onde for
Por que aquela estrela não pisca?
A pessoa que lê a sua sorte
A pessoa que lê a sua sorte

Acordar durante a noite
O mundo gira sem respirar
Aquela canção composta
Foi embora naquela velha garrafa
Seria pedir de mais vestir azul?

A pessoa que lê a sua sorte
A pessoa que lê a sua sorte
Existe lá no alto da montanha
Lições da vida numero 1000...
Essa encenação não é do cinema
A pessoa que lê a sua sorte
A pessoa que lê a sua sorte

O vento soprou gelado no rosto
O telefone toca sem parar
A maioridade no papel
Reunião marcada pra hoje à noite
Livre arbítrio que destrói o destino

A pessoa que lê a sua sorte
Está procurando uma saída
A pessoa que lê a sua sorte
Está cantando aquela musica
A pessoa que lê a sua sorte
Está ensinando sobre o tempo
A pessoa que lê a sua sorte
Está eternizada no coração

Yuri Thomazelli

13 de fev de 2009

Céu cicatrizado

A rotina tomou conta das nossas vidas
Os sorrisos se foram com o pôr do sol
Não adianta eu gritar por novos dias
Porque o céu muda de humor
Sem mudar a verdade

Posso girar o mundo inteiro
Sem deixar o dia virar noite
Não me faz mais sentido
Voltar com areia nos bolsos
'romA' resiste tanto por quê?

Não sei se posso mais colar
O que sobrou do meu coração
Porque dessa vez
Eu (o) parti pra valer

De olhos fechados
Tudo ficou tão deserto
Porque te deixei pra trás
Mesmo indo no sentido que for
Sempre haverá aquele mapa escrito no céu

Não sei se posso mais colar
O que sobrou do meu coração
Porque dessa vez
Eu (o) parti pra valer

Yuri Thomazelli

12 de fev de 2009

Dourado não é vermelho

Tudo o que vier é lixo
E assim que arrasto a vida
Tudo o que vier pela frente
Não me interessa mais
Depois de estragar o presente
Pouco me importa o futuro

A chuva continuará a cair
E que sabe o Sol apareça
Mas a vida que escapou
Por entre os meus dedos
Jamais conseguirei reanimá-la
Levaram-a de mim
Porque deixei de dar bom dia

Amor da minha vida
Presa naqueles doces momentos
Fotografias que não te trazem mais
Amor da minha alma
Você se foi por hoje
Quem sabe a gente se encontre
Em alguma outra vida em
Que eu saiba que tudo que ganhei
Não parte comigo

Yuri Thoomazelli

10 de fev de 2009

Mancha

Eu manchei a sua vida
Eu manchei a sua vida
Não diga que é mentira
Não diga que é mentira
Só sei matar suas alegrias
Só sei matar suas alegrias
Como consertar depois
Esses parafusos de vida

A sua vida não é mais a mesma
Porque eu 'consegui' manchar
Desencontros sem volta
A minha desculpa a toda hora
E você deixou de sentir a minha falta

O que posso tentar consertar
Se tudo o que toco fica manchado
O que posso tentar acarinhar
Se tudo o que toco fica machucado

Esqueça esse meu inferno
Não vou mais puxar
Seu pé durante a noite...
Porque eu estou manchado por dentro

Yuri Thomazelli

8 de fev de 2009

Feito pra quem?

Eu só queria você
Só um beijo seu não vale nada
Eu me sinto só
Não desejo apenas uma foto sua
As nossas vidas se resumem só ao aqui e agora

Sonho tanto com você
Tudo que seríamos
Por que não seremos
Ou vivemos por acaso

Eu uso tanto do meu tempo por você
"Perder" que pra mim significa ganhar
Não pego, mal sinto, porém bem amo
Nunca fui uma "sombra" sua e se eu fosse uma
Eu jamais viveria você agora

Sonho tanto com você
Tudo que seríamos
Por que não seremos
Ou vivemos por acaso

Yuri Thomazelli

Escrevi, mas não é

Eu já não sei mais o que pensar
Eu já não sei mais o que falar
O que mais vou poder imaginar?

Sempre a mesma coisa
Sendo sempre o mesmo trouxa
Tendo a mesma atitude frouxa

Quando vou mudar?
Quem vai me tocar?
Por que até quando assim vou continuar?

Sem noção do perigo
Cuide-se meu filho
Nessa vida sempre há feridos

Eu já não sei mais o que pensar
Eu já não sei mais o que falar
O que mais vou poder imaginar?

E tão difícil se cuidar?
Por que ninguém quer começar?
Tudo isso é medo de se machucar?

Eu já não sei mais o que pensar
Eu já não sei mais o que falar
O que mais vou poder imaginar?

Um dia, ontem e nunca mais

Pois é, então eu perdi
Meu tempo por nada
Arrastando-me quando
Nem em pé eu conseguia ficar
Por aquele ouro de tolo

Tolices por crer que tudo pode existir
Destruir todas as aquelas expectativas
Como castelo feito de baralho
Sopro que me levou a alma
Tão cego agora como brincadeira de criança

Eu quis, eu sonhei, e morri
Eu conversei, eu sorri, e acabei
Eu vivi, eu chorei, e terminei

O amanhã que se dane
Aceito a perda
Mas não aceito outra pedra
No meu caminho com propaganda de "tv"
E o ontem que tome no **

Yuri Thomazelli

6 de fev de 2009

A pessoa que lê a minha sorte (junto com a musica "Too Much Rain" de ATB)

A pessoa que lê a minha sorte
Aonde é que eu encontro você
A pessoa que lê a minha vida
Quanto tempo ainda fico sem você
A pessoa que lê o meu ////
Por que você se esconde tanto de mim
Não sei por quanto tempo ainda vou ficar sem você
Só não deixarei meu ultimo suspiro morrer

Yuri Thomazelli

3 de fev de 2009

"Geisha" e "Koi"

Um dia enquanto você passeava no jardim
floreado de “Sakura”
Eu te observava da superfície do lago
Aqueles seus passos curtinhos
Um rostinho tão delicado
Seus olhinhos puxados
E eu aqui quase morrendo sufocado


Às vezes eu pulava te procurando
em algum lugar do jardim, mas cadê você?
Pensei que nunca mais te veria e passei
a viver só no fundo do lago

Estranhos pingos eu conseguia ver do fundo
Da superfície, via que você chorava
Por quê? Eu perguntava, mas sem respostas
Você me viu, e o meu instinto fez-me afastar
Pulando pelo lago inteiro e você me assistindo
Daquela lágrima salgada
Um doce sorriso surgiu
Mudou o seu dia, mudou o meu
Eu via, eu sentia
E nunca mais esqueci esse dia
O dia em que te fiz sorrir
O dia virou noite e mais uma vez você se foi
Procurei-te por toda a noite, mas cadê você?


Um dia, a luz do Sol chegou ao fundo do lago

Eu sentia uma música que nunca tinha ouvido
Aos poucos fui avistando quem nunca tinha visto
O jardim estava cheio
Lá no meio estava você, tão feliz, tantas flores...
Eu queria que você prestasse atenção em mim
e comecei a pular e pular pelo lago inteiro
mas nada e eu não sabia o porquê
Ao entardecer, alguns permaneciam ali, menos você...


Desde então nunca mais te vi aqui pelo jardim
Pular pelo lago não me dava mais alegria
Dia e noite já não fazia diferença
Aquela vida que eu já tinha esquecido, estava de volta
e eu não tive como ir embora desse lago...

Pra mim você sempre será a minha “Geisha”
Embora eu sempre seja “Koi”
Por aquele dia, fiz você sorrir

Yuri Thomazelli

1 de fev de 2009

Mesmo lado

Logo eu que sempre fui só
Até que um dia chegou você
Daquela luz que veio do céu
E agora estamos no mesmo lado

O vento mudou o nosso rumo
Como em uma cruzada
Encontramo-nos no mesmo "Y"
E agora estamos no mesmo lado

Dos nossos pensamentos
Estranhos nós éramos
Dia após dia sorríamos um ao outro
E agora estamos no mesmo lado

Logo eu que nunca quis
Compartilhar dessa minha vida
Não quero ser só um "rei" solitário
Porque agora estamos no mesmo lado

Não sei como consegues arrancar um sorriso meu
Pensei que você fosse apenas um sonho
E tudo aconteceu tão inesperadamente
Porque agora estamos no mesmo lado

Eu esqueço que existo por você
Carrego você nos meus braços
Mostro a noite estrelada e aponto você
Porque agora estamos no mesmo lado

Yuri Thomazelli